Fale com o Deputado

Gabinetes

Distrito Federal Ceará

Para crimes graves, soluções drásticas

São cada vez mais assustadores os índices de violência pelo Brasil, não só nas grandes cidades, mas também pelas regiões mais afastadas. Vê-se que o atual formato de punição à criminalidade não consegue mais conter esse avanço e não é exagero dizer que o País está dominado pelos bandidos e facções criminosas. Diante desse cenário, faz-se necessário questionar o que pode ser feito para barrar a violência e trazer de volta a paz e a segurança para os brasileiros.

Uma das questões mais polêmicas é referente a pena de morte, praticada em alguns países, mas que foi abolida no Brasil, com exceção em situações de guerra, conforme a nossa Constituição Federal diz em seu artigo 5º. Mas, o que está acontecendo agora que não uma grande guerra civil? Facções criminosas loteando as cidades de acordo com seus interesses no tráfico de drogas, os chamados tribunais do crime cada vez mais violentos, o Estado completamente apático, sem forças para lutar. E, no meio de tudo isso, o cidadão que não sabe até quando vai se manter vivo em meio a essa guerra.

Crimes graves exigem medidas drásticas. Sem meio termo. O nosso sistema prisional não comporta mais tantos criminosos e as despesas enormes para mantê-lo funcionando são quase como jogar dinheiro pelo ralo, visto que praticamente não há ressocialização e a reincidência é praxe. Sabemos que o Brasil gasta mais com presídios do que com a educação, tudo isso para manter criminosos de altíssima periculosidade fora do convívio em sociedade, mas dentro de uma grande escola do crime.

Com a pena de morte para crimes hediondos, como os assassinatos e estupros, entre tantos outros, o bandido terá de pensar duas vezes antes de cometer algum crime, visto que ele corre o risco de pagar com a própria vida. É por isso que eu defendo a volta da pena de morte no Brasil, e que ela seja aplicada com o rigor que a exige.

Como deputado federal, estou preparando uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição Federal) para que possamos voltar a discutir esse assunto, numa grande mudança do Código Penal e do nosso sistema prisional. A minha luta na Câmara dos Deputados é pela liberdade do cidadão brasileiro, para que ele possa ter a segurança de sair de casa todos os dias e voltar vivo, sem medo de levar um tiro e perder a vida no caminho de casa. Não vou parar enquanto isso não for uma realidade.

Foto: Banco de Imagens