Fale com o Deputado

Gabinetes

Distrito Federal Ceará

Gestão de direita

Alguns dias atrás, em entrevista para a Rádio O Povo CBN, o jornalista Ítalo Coriolano me perguntou o que significa respeitar os princípios da direita durante uma campanha eleitoral e na gestão pública. Essa pergunta é tão boa que merece mais atenção e mais espaço para a resposta, inclusive levando esse conceito para aqueles que não tiveram oportunidade de assistir a entrevista e que agora podem ficar sabendo.

O que é uma gestão de direita? Já aviso àqueles que aguardam respostas polêmicas, não tem nada a ver com radicalismo, extremismo e muito menos comportamento antidemocrático. Uma gestão de direita trabalha com base naquilo que já foi testado e aprovado, é aquela gestão que coloca em prática as fórmulas já conhecidas por funcionarem. 

Na economia, por exemplo, a direita vai zelar pelo dinheiro dos pagadores de impostos, nosso dinheiro. Os recursos arrecadados não são terra de ninguém e disponíveis para o bel prazer do gestor. Um gestor de direita não vai tratar esse dinheiro com a irresponsabilidade que temos visto nos últimos anos em Fortaleza, mas, ao contrário, vai dar mais eficiência à máquina pública e transformando ações assistencialistas que só visam a politicagem eleitoreira em empreendedorismo, levando para a população a oportunidade de geração de emprego e renda. 

Essa gestão não vai escolher as áreas "vitrine" da cidade em detrimento da periferia, mas vai, sim, priorizar aqueles que mais precisam da ação da prefeitura: as regiões mais carentes, levando saneamento para os locais em que ainda hoje o esgoto corre a céu aberto, drenagem nos terrenos que mais alagam, asfalto nas ruas dos bairros mais afastados etc.

A direita é a ideologia da transparência, meritocracia, do foco nos resultados e é assim que um gestor vai conduzir o seu governo, tratando a cidade como uma grande empresa que precisa bater metas para obter sucesso. Por que não premiar aqueles funcionários públicos que mais se destacam nas suas áreas e dão mais eficiência ao seu trabalho? Por que não estimular os agentes da gestão a apresentar resultados do seu trabalho como mérito e reconhecimento financeiro, inclusive?

A gestão de direita, ao contrário do que muitos estão pregando por aí, foca na proposição e no resultado. Mais eficiência e sucesso nas ações.